Novo pronunciamento sobre ponte que ligará Santos e Guarujá é feito por Márcio França

O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), concedeu, nesta quarta-feira (13), autorização para a realização dos projetos funcionais e executivos da Ponte Santos-Guarujá, que interligará as duas cidades.
Ele aproveitou a transferência de sua sede da capital para Santos, litoral paulista, para anunciar a decisão. A transferência foi uma homenagem aos 255 anos do santista José Bonifácio, Patriarca da Independência do Brasil.

A Ecovias, responsável pela administração do Sistema Anchieta-Imigrantes, irá elaborar o projeto de implantação da ponte entre Santos e Guarujá. O estudo será acompanhado pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), que analisará os projetos e verificará a viabilidade da execução pelo contrato de concessão.
“Nós autorizamos, após as autorizações da Artesp e Tribunal de Contas, a Ecovias de providenciar o projeto da ponte que vai ligar Santos e Guarujá com recursos da concessionária. É um aditamento de contrato que permite que a Ecovias prorrogue um pouco do prazo da concessão em troca desta ponte que é a solução mais rápida e fácil para as duas cidades. Uma ligação seca e rápida nos dois pólos”, explicou o governador.

A estrutura, que contará com 7,5 quilômetros, permitirá a interligação da rodovia Anchieta, no km 64, até a Cônego Domênico Rangoni, no km 250. Segundo a concessionária, o intuito é facilitar a movimentação entre as cidades, a logística no Porto e ser uma opção de mobilidade urbana, somada ao sistema de balsas.

De acordo com o governador, a obra da ponte custará menos do que o túnel havia sido anunciado. “Um dia, se houver dinheiro, poderemos fazer o túnel. Mas, vamos agora fazer a ponte. É uma obra grande, custará mais de R$ 1 bilhão, e possível”, explica. Após a aprovação do projeto, a previsão para concluir a obra é de um ano e meio.

Fonte: g1.com.br

Facebook Comments