CAMPS de Santos abre inscrições para 250 vagas

As inscrições para os jovens aprendizes em Santos, litoral de São Paulo, foram abertas pelo Centro de Aprendizagem e Mobilização Profissional e Social (CAMPS). Estão disponíveis 250 vagas. As inscrições podem ser realizadas até o dia 26 de abril.

O CAMPS é uma instituição sem fins lucrativos, que atende jovens em vulnerabilidade social no intuito de inseri-los no mercado de trabalho.

De acordo com a entidade, para se inscrever, o jovem deve residir e estudar em Santos, ter nascido em 2002 e estar cursando, no mínimo, o 1º ano do Ensino Médio na rede pública. As vagas disponibilizadas são para a 3º turma de 2018 e estão previstas para começar em 23 de julho.

Os aprendizes participarão do curso de formação para inserção e integração ao mercado de trabalho, dentro do projeto Avante para o Futuro, que durará três meses. As aulas acontecerão no contraturno escolar.

Após o término, serão avaliados e encaminhados para a aprendizagem prática nas empresas parceiras e juntamente, farão cursos avaliados pelo Ministério do Trabalho. No CAMPS, os jovens trabalham seis horas diárias, de segunda a sexta-feira, com intervalo de duas horas, durante quatro dias da semana, sendo um dia de curso na instituição.

As inscrições acontecem às segundas e quarta-feiras, das 8h às 11h, e às terças e quintas, das 13h às 16h, mediante a entrega de senhas, serão 50 por dia. O CAMPS está localizado na Avenida Washington Luiz, s/n, Vila Matias.

Para realizar a inscrição é preciso ir à sede da entidade acompanhado dos pais ou responsáveis legais, apresentando original e cópia dos seguintes documentos: RG e CPF do candidato e responsável (atualizado no mínimo há cinco anos); comprovante de residência recente (mínimo três meses) no nome do responsável; Declaração Escolar recente (três meses) e cópia do laudo médico com CID 10, quando necessário. O adolescente deve comparecer devidamente trajado. Após a inscrição, os jovens passarão por um processo seletivo, que inclui prova escrita e entrevista com a equipe multidisciplinar do CAMPS.

Fonte: g1.globo.com

Facebook Comments